Crenças e Comportamentos

Nas nossas reuniões do projeto CaridadX vivemos um dilema toda semana.

O dilema é conciliar a intensidade de necessidade de trabalho para se criar uma Startup de tecnologia e, ao mesmo tempo, fazer o bem para as pessoas.

Estamos criando uma empresa como empresas são criadas nos tempos atuais: baseadas em tecnologia, muita energia de trabalho, filosofia de Startup Enxuta, reuniões remotas, trabalho em movimento, tudo na "nuvem" (cloud computing), e muita juventude.

Mas por definição empresas não sobrevivem apenas de boas intenções, empresas precisam pagar suas despesas, remunerar as pessoas, honrar suas obrigações e ter um fluxo financeiro para se sustentar.

Ao mesmo tempo, a empresa que criamos é para um bem social. É para usar a tecnologia para fazer o bem, e isso é um grande dilema.

Causas e Amizades

Nesses dias de trabalho vimos que as Causas que foram criadas até agora no CaridadX se transformam em amizades.

Acabamos todos da equipe nos envolvendo com as famílias, com as pessoas, que estão em necessidade e que chegaram até ao ponto de criar uma causa na Internet. Queremos o bem para elas, queremos ajudar quem elas querem ajudar.

Até por isso, em todas essas primeiras causas criadas no CaridadX, a própria equipe do projeto cobriu os custos bancários e quaisquer taxas para repassar para as famílias.

Sabemos que não poderemos fazer isso para sempre, sabemos que todos os sites de crowdfunding do mundo (ou quase todos) vivem de uma percentagem dos valores arrecadados para cobrir os custos das plataformas, mas mesmo assim, como nosso caso é Caridade, é um dilema.

Vamos ver até quando poderemos aguentar. Estamos tentando outros meios de apoio financeiro para o projeto (agora para o projeto, não para as causas) mas também não é fácil conseguir.

Sociólogos e Psicólogos

Recentemente dois professores de negócios da Universidade de Stanford lançaram um livro sobre excelência em se escalar empresas (escalar aqui significa crescer), o livro se chama Scaling Up Excellence, e foi escrito por Bob Sutton e Huggy Rao.

Em um dos trechos do livro é comentado sobre o movimento social atual no mundo, o qual sociólogos e psicólogos sugerem que quando as pessoas se envolvem socialmente nas redes, à medida que intensificam sua participação, elas param de pensar tanto em interesses pessoais e passam a pensar mais em interesses coletivos.

E ao atingirem seus objetivos coletivos, chegam ao que os autores chamam de "Orgulho Coletivo".

Pois bem, é por isso que escrevemos sobre esse trecho do livro aqui, pois é o "orgulho coletivo" de podermos ajudar a quem precisa que nos mantém trabalhando no projeto.

Espalhe Crenças e Comportamentos

Outro aprendizado para Startups quem vem do mesmo livro são as crenças e comportamentos. Que basicamente siginifca "viva a mentalidade, não apenas fale dela".

Se você quer realmente que as pessoas o sigam, claro que é importante falar, mas o mais importante é o seu comportamento.

Por tudo isso, mesmo que não consigamos no futuro ter uma empresa tão grande (que hoje é uma Startup mas que no futuro não será), apenas espalhar nossas crenças, através de nosso comportamento, já será gratificante.

Como diria um de nossos gurus (da área de informática):

The Journey is the Reward
A Jornada é a Recompensa

Para nós:

CaridadX
Usar a Tecnologia para Fazer o Bem...

Crenças e Comportamentos
Compartilhe